Quem somos

Amélia S. Corrêa é diletante, virginiana e ansiosa. Desbravou terras vikings, pariu em italiano e diz que nunca foi uma pessoa criativa, e que por isso resolveu estudar artes. Doutora em Sociologia (USP), é professora de história da arte, consultora em artes visuais e pesquisadora.

Carina Bordon, mato-grossense radicada em Curitiba, formada em Jornalismo e Filosofia com pós-graduação em Comunicação Audiovisual.  Trabalha na área de Marketing Digital, mãe da Clara e cozinheira nas horas vagas.

Dayana Zdebsky de Cordova é mãe há três anos, o que tem a colocado em relação com outras realidades que aquelas que viveu até então – suas e de outras tantas mulheres que passou a encontrar. É doutora em antropologia (UFSCar), pesquisadora e professora nas áreas de antropologia urbana, do patrimônio, da arte e do consumo – áreas nas quais escreveu diferentes artigos, capítulos de livros e livros. É, cada dia mais, feminista.

Sarah Gonçalves é uma eterna curiosa, está sempre estudando e indo atrás de novas experiências de vida. Íntima de cobras e códigos, além de bióloga é desenvolvedora web, mãe da Alice de 4 e filha do mundo.

Vilma Aguiar é socióloga e feminista, além de gateira e cultivadora de florestinhas na sala de casa. Escreve sobre muitas coisas. Acredita que tudo é política (mas que estão politizando coisas demais, o que não é a mesma coisa!). Doutora em Ciências Sociais (UNICAMP), Mestre em Filosofia (USP). É idealizadora da Escola da Política e faz pesquisa sobre o impacto do feminismo na vida das mulheres.